IV

20130720-100630.jpg

Manhã de sábado.
Típico inverno inspirador, com tons tristes colorindo um céu nublado e um ventinho frio que teima em invadir o calor do quarto pela janela. Fecho a cortina. Bem melhor.
Na suavidade dos lençóis claros e confortantes, repouso meu cansaço e alivio tensões com o simples ato de resolver mentalmente meus problemas e de melhor selecionar minhas ideias. Se forem boas, permanecem. Se não, desocupo o espaço para outras. Em meio a isso, surgem deliciosas lembranças provenientes de meu inconsciente. Da infância, do mês passado. Até lembranças futuras, aquelas que arquitetamos em nossa mente e que partem diretamente das nossas vontades mais pessoais. Ah…
Sinto que tudo está em seu devido lugar. Meias de algodão aquecendo meus pés. Um cobertor de âncoras me acolhendo. Boa música ecoando dos fones que trago em meus ouvidos e dando mais sentido as palavras que escrevo. A luz delicada da manhã de inverno pairando sutilmente sobre todos os objetos de um quarto quase vazio, que abriga, além de uns móveis e alguma poeira, meus pensamentos que aparentam ser momentaneamente infindáveis.
Tudo está em seu lugar. Ah, está sim.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s