Blogagem Coletiva: Uma carta para meu eu de 10 anos atrás

Oi, como vai você?

bc

 

Conheci um grupo chamado Rotaroots pelo Sem Formol Não Alisa, blog da Dani. É uma iniciativa que “visa incentivar a escrita livre de cagações de regra, além de resgatar a velha motivação de compartilhar situações e fatos cotidianos como nos velhos tempos“, ou seja, ele tem a proposta de trazer um pouco da blogosfera antiga para os blogs de hoje. Todo mês é escolhido um tema para a blogagem coletiva e um meme para que seja postado nos blogs participantes. É um amor, é organizadinho e já tem mais de 500 membros. ♥

Enfim.  Hora de desenrolar o tema do mês.

Processed with VSCOcam with se1 preset

 

Oi, Princesa (sim, o Papito nos chama de Princesa até hoje ♥)!
Espero que você esteja bem, gostando da 2ª série e das aulas da Tia Cris.

Preciso te avisar que essa carta terá muitos spoilers, mas sei que você não liga pra spoilers.
Você é muito estudiosa (o que eu acho admirável até hoje!) e preciso te contar uma coisa: você vai continuar estudiosa por todo o resto da sua vida letiva, mas o entusiasmo com os estudos vai se perder um pouquinho no final do fundamental, viu? As coisas ficam mais chatas, as pessoas mudam e a escola que era praticamente sua segunda casa não vai ter mais tanta graça assim. No Ensino Médio tudo fica lindo de novo e na facul fica praticamente perfeito. Pelo menos até agora.

Cuidado com quem você chama de “melhor amiga”. Essa mesma pessoinha vai te trair da pior forma que uma amiga pode trair a outra daqui a alguns anos. Ah, tem outro fator também: sair rotulando uma ou outra como “melhor amiga” pode machucar seus outros amigos. Você nunca tem um(a) único(a) melhor amigo(a), e sim um grupo deles. Não se preocupe com essa traição, princesa. Há males que vem pra bem, pode ter certeza. Sem contar que tem algumas das suas amiguinhas que continuam com você até hoje, viu? São as mais especiais de todas. E os amigos incríveis que você vai fazer no Ensino Médio e no curso Técnico (você vai descobrir o que é ETEC na marra; não vai querer sair do Forth, mas foi a melhor coisa que te aconteceu)? Você. Não. Tem. Noção. Do. Que. Te. Espera.

Princesa, tem outra coisa que eu preciso te confessar: crescer é uma merda, então pare de desejar isso com tanto fervor. Assim, crescer não é tão ruim, tudo tem seus lados positivos (tipo uma coisa chamada “tequila”; só me promete que você não vai perguntar pra Mami o que é! Perguntar o que era sexo com 5 anos de idade já foi o suficiente para pelo menos sua primeira década de existência!), mas junto com a idade vem um moooooontão de responsabilidades. Sabe quando você quis ir para a casa da Ka sozinha e a Mami não deixou? Vou parecer uma chata agora, mas… ela tinha razão. Sei que você sempre foi a criança mais madura da sua idade e blá blá blá (tanto é que todas as mães dos(as) seus/suas amigos(as) super confiam em você! “Se a Sara vai, então ok!”), mas você tem muita coisa pra aprender sobre a vida ainda.

Fico feliz por olhar para trás e lembrar que você é uma criança tão cheia de luz, feliz, pura e sem preocupações. Hoje em dia, sou um pouco diferente, mas pode ter certeza de que nada seria tão legal agora que tenho 18 anos se você, aos 8, não fosse exatamente como é. E olha… Sua vida está muito legal agora, sério. Faculdade é um outro mundo. Estou fazendo Rádio e TV, sabia? Sua tagarelice persistiu e pôs um pezinho na Comunicação Social (só não pergunte o exato porquê da escolha, nem eu sei dizer). Me encontrei totalmente nesse curso, então não se apavore quando a dúvida do que fazer para o resto da vida começar a te incomodar. A resposta vai demorar pra chegar, mas vai ser confortante quando você entender o que eu estou falando. Aprender o que você realmente gosta é muito mais prazeroso. Ah, falando em aprender o que gosta, você continuou amando Inglês, o Papito te colocou em uma escola de idiomas e eu me formei no ano passado. ♥

Você vai conhecer muitos meninos idiotas, infelizmente. Até hoje, poucos me chamaram atenção ou chegaram realmente perto do meu coração, mas nenhum deles soube dar valor a isso. Mas sabe o que é engraçado? Você não vai ligar nem um pouco pra isso daqui a 10 anos. Curtir a vida é bem melhor do que esperar pra sempre pelo príncipe encantado. Só não confunda “curtir a vida” com “pegar 10 em uma balada” porque você não gosta desse tipo de coisa, anote isso mentalmente.

Sua relação com o seu irmão vai mudar, por incrível que pareça. Seu trauma por achar que ele não gosta de você vai ter aaaaaaltos e baixos, mas ele gosta de você sim, viu? Ele só te zoa porque esse é o papel do irmão mais velho. Relaxa que, quando você tiver uns 17, tudo vai melhorar absurdamente.

Você vai continuar sentimental (só vai piorar com o tempo), intensa e decidida (leia-se: teimosa). Vai aprender que fotografia é a arte mais linda do mundo, que escrever é um  tranquilizante, que nem tudo é o que parece… Mas a maior lição de todas será: não é necessário agradar todo mundo, Sarinha! As pessoas tem que gostar de você pelo que você é, então para com isso. Claro que vai ter gente que vai te odiar, mas já dizia Dr. House: “Se ninguém te odeia, você está fazendo algo errado.”. Fica a dica.

Enfim, me promete duas coisinhas?

1- Aproveite T U D O o que tiver que aproveitar.

2- Ame seus pais incondicionalmente. Eles são as únicas pessoas que vão te amar incondicionalmente e “para sempre”.

Por que eu pedi pra você me prometer isso? Porque parece que foi ontem que eu era você. O tempo passou e eu nem percebi tantas mudanças até ter que te contar tudo isso. Pedi isso para você porque o tempo passa rápido demaaaaaaaaais e ele não para para esperar você tomar a melhor decisão e nem volta se você cometer algum erro.

A vida não é composta de mil e uma maravilhas como você imagina, mas pode ser muito boa se você permitir que ela seja.

Psiu… sinto falta de ser você (eu sou você, mas… você entendeu). :/

Com carinho, Sara do futuro.

 

Até logo (: xx

Anúncios

7 comentários sobre “Blogagem Coletiva: Uma carta para meu eu de 10 anos atrás

  1. Adorei sua cartinha, me identifiquei com quase tudo. Acho que pela idade ser a mesma, nossas neuras e problemas acabaram se tornando parecidos. Você até falou de mim aí, quer ver? “Você vai continuar sentimental (só vai piorar com o tempo), intensa e decidida (leia-se: teimosa)” Hahaha.
    Beijo e sucesso 🙂

    • Que bom que gostou, Cecília! *-*
      Sim, pode ter certeza que as coisas são tão parecidas por estamos, digamos, na mesma “fase da vida”, hahaha.
      Então somos parecidíssimas, porque eu sou exatamente assim!
      Muito obrigada, lindinha, beijo! ♥

  2. Me identifiquei em várias parte do texto, queria poder avisar a minha antiga eu várias coisas, mas quem sabe eu não estaria aqui! Tudo de bom para você ❤ Espero que nossas versões menores de dimensões paralelas sintam orgulho de nossas ações, eu pelo menos acho que a minha está super orgulhosa, e você?

    • Eu também pensei por um momento em como seria bom ter recebido tantos avisos, mas é exatamente isso: se eu não tivesse sido como fui eu não seria como sou. Bem filosófico, HAHAHAHA.
      Tenho certeza que a minha versão de outras dimensões estão super orgulhosas de mim pois eu me orgulho de quem sou. Não tem nada melhor que isso! ♥

  3. Gente, que texto fantástico!
    Bom seria se todos nós realmente pudéssemos mandar e receber uma carta do futuro, né?

    To aproveitando pra falar que eu to mudando de blog, como dá pra perceber. O 4quatronotas já estava meio perdido, então, pra não continuar no meio da confusão, eu fiz um outro!

    beijinhos ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s