O tiozinho dos relógios descartáveis

9505923008_546aa2f6ce_o

Chega a ser engraçada a facilidade que eu tenho para conhecer estranhos simpáticos por aí.

Trabalho pertinho do metrô. Ao sair de lá, estava quase dobrando a esquina quando vi um senhorzinho que vendia relógios. Como estou em mês de provas, é proibido pegar o celular dentro da sala, mesmo que seja para ver as horas. Quando vi o senhorzinho, pensei na possibilidade de comprar um daqueles relógios praticamente descartáveis (não dá pra esperar muito de um relógio de R$10, convenhamos…), só para poder administrar melhor meu tempo durante as provas (agonia eterna de quando o professor vai até a lousa e escreve quando minutos faltam para o término da prova), já que o meu relógio amado (o da foto) resolveu parar após uma trágica queda. Fui até o tiozinho, um senhor carismático, de cabelos grisalhos, roupas simples e um óculos que o dava um “ar de vovô”, e comecei a dar uma olhada nos relógios da pequena vitrine dele. Ele, todo simpático, já foi logo dizendo: “bom dia, minha querida! Tá procurando um relógio pra você, é? Vou até abrir a vitrine pra você pegar o que quiser e experimentar, fica a vontade!”. Fui olhando os relógios mas não achava nenhum que me agradasse o suficiente (não é porque vou comprar um relógio descartável que tenho que comprar qualquer um, licença), então o tiozinho perguntou: “como você quer? Talvez eu possa te ajudar!“. Expliquei para ele que queria um relógio dourado, que não fosse nem tão fino nem tão gigante como os que estavam lá, afinal, tenho um pulso bem fininho (apesar de ser bem gordinha, risos). Foi aí que ele disse: “por que não levar um relógio grande, lindinha? E daí que seu pulso é fino? Vai ficar bonito em você! Hoje em dia não tem essa de que só homem uso relógio grande não, mulher também usa! Mulher faz o que quiser, vai no bar com as amigas e bebe uma cervejinha, fuma um cigarrinho… Mulher é independente!“. Fiquei tão admirada com o discurso pró-feminismo do tiozinho que quase comprei o relógio, mas, de tão grande que aquele relógio era, achei que ia ficar parecendo o Faustão, que praticamente usa um relógio de parede no pulso. Agradeci o tiozinho e disse que voltaria quando ele tivesse novos relógios.

Resolvi contar esse fato engraçadinho do meu dia hoje porque, ao atravessar a rua, vi que algumas pessoas que passavam por mim ficavam me encarando. Pensei em todas as possibilidades: tinha alguma coisa no meu dente, a maquiagem estava borrada, algo sujou minha roupa… mas não. Eu só estava sorrindo. E por quê? Porque lembrei do tiozinho dos relógios, que, aliás, hoje não estava lá.

Espero que ele esteja bem. Preciso de um relógio descartável.

Anúncios

2 comentários sobre “O tiozinho dos relógios descartáveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s