Monthly: Junho, Julho, Agosto… e Setembro!

Oi, como vai você?

Como sempre, minhas promessas de postar mais falharam. Concluí que ando com preguiça de postar, ainda mais quando se trata de Monthly, que é um resumão dos meus meses e eu tenho que tentar lembrar as coisas que fiz. Ao invés de ir anotando pra facilitar, a inteligentíssima pessoa que vos escreve prefere ficar garimpando o Facebook e o Instagram atrás disso. Enfim…

Junho

Junho.

A post shared by ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀sara h. s. vieira ⚓️ (@sarahsv) on

Junho foi um mês de muito, muito estudo. Entrei de férias da rádio logo no começo do mês, mas isso não quis dizer que eu descansaria. MUITO pelo contrário. Junho é o mês de provas semestrais na minha faculdade, então é exatamente isso que você está pensando: passei meus 15 dias de férias estudando. Legal, né? Só que não. Me sai bem nesse primeiro semestre, com exceção de umas três matérias (mas sem notas vermelhas), nada que eu não consiga recuperar. Foi o aniversário de 4 anos do HLH (<3). Desejei muito a vitrola de maleta azul turquesa da Crosley. “What You Know”, do Two Door Cinema Club, grudou na minha cabeça por semanas, assim como “Sol da Manhã”, do Supercombo. Assisti a tão aguardada 2ª temporada de Orange Is The New Black. Também comecei a me apaixonar por American Horror Story (#JessicaLangeRainha). Comi um McLanche feliz só pra ganhar um minion (BOB, SEU LINDO! ❤ *-*) e assisti o filme desses maravilhosos pestinhas no cinema. Um pedaço da rua Turiassu tornou-se a Rua Palestra Itália. Falando nisso, o Palmeiras entrou em uma boa fase, finalmente. Compartilhei muitos vídeos de cachorros e bebês no Facebook (quem me conhece, sabe como eu reajo a essas coisas). Comemorei o dia dos namorados com o Matheus em um lugar que frequentamos pouco: rodízio de comida japonesa. Risos. Me reuni com as minhas amigas lindas no aniversário da Xan (uma das minhas amigas lindas). Fui ao chá de panela de uma das meninas com quem eu trabalhei no ano passado (lembram do meu drama do primeiro emprego? HAHAHAHA). Teve o bday do meu sogro (#JohnMelhorPessoa). Fiz uma galinha morta pela primeira vez, na festa da Lu em Atibaia (não, não me envolvi em nenhum ritual de magia negra, não sacrifiquei animais… só fiz um balãozinho de jornal, coloquei fogo e vi ele subir como um balão de verdade. Isso é uma galinha morta, folks). Finalmente assisti Velozes e Furiosos 7 (e não posso ouvir “See You Again” sem ficar em prantos). Os irmãos Wayans confirmaram “As Branquelas 7” [insira muita felicidade aqui]. Teve festa junina com muitas gordices na rádio. E… descansei.

Julho

Julho.

A post shared by ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀sara h. s. vieira ⚓️ (@sarahsv) on

Finalmente chegaram minhas amadas férias da faculdade. Mesmo que eu não estivesse de férias do estágio, deu pra dar uma bela descansada. Só não deu pra sentir muita saudade da faculdade, mas tá tudo nos conformes. Comecei a assistir Sense8 (SUN RULES!!1!!111) e amei a série (quem não curtiu é porque não entendeu, não é possível), ou seja: VEM, 2ª TEMPORADA, PUFAVÔ!

Teve a tão esperada semana de Música do Bem na rádio, onde 5 bandas/artistas fizeram estúdio ao vivo lá: Dnaipes (eu não conhecia a banda, mas descobri que eles são produzidos pelo Gee do Nx Zero e curti bastante o som dos caras. Pra quem não conhece, tá AQUI a música de trabalho deles.), Aliados (eu só conhecia ESSA música deles, mas curti muito, tanto o trabalho deles quanto a simpatia. Tá aí um pessoal que tem tudo pra crescer: talento e humildade), Planta e Raiz (essa eu sempre curti porque meu irmão sempre curtiu muito (e é por causa dele que eu curto um reggae do bom #SaraTambémÉRoots). Tocaram músicas antigas e a que tá tocando horrores lá na rádio, chamada “Desde As Estrelas“), Sam Alves (esse aí é poderoso, viu? A voz dele é mais incrível ainda de perto e ele foi super simpático com todo mundo. Até apareci em um Snap que ele fez sobre a nossa equipe, e sobre o quanto a gente se diverte trabalhando, hahaha) e… Nx Zero. Gente. GENTE. G-E-N-T-E. Para tudo, sério. Quem me conhece, sabe que eu curto os caras desde pequeninha. Mesmo sem ser uma stalker, sempre me considerei fã por curtir MUITO o trabalho deles desde os 9 anos de idade e foi minha primeira banda preferida. Quem trabalha comigo, viu o quando me descabelei e o quanto ansiei por ver e trabalhar no show deles. Foi FODA. Eles tocaram algumas músicas de discos anteriores e também duas músicas do Norte, novo cd deles, que são “Modo Avião” e “Pedra Murano”. Muitas fãs estiveram por lá e eu pude ver nos olhos delas o mesmo brilho que eu vi nos meus. Pude abraçar cada um e tirar uma foto com eles. Palavras não traduzem a felicidade que eu senti, mas acredito que algumas lágrimas sim. Enfim. Na segunda-feira seguinte ao Música do Bem (que tem esse nome porque, para que os fãs de cada banda pudessem assistir o show deles na plateia lá na rádio, deveriam doar um agasalho que seria destinado para o Instituto Marcelinho Carioca ou para o Projeto Badu), teve estúdio ao vivo do español Abraham Mateo, dono de um talento inquestionável e de uma simpatia ímpar com os fãs (com certeza você já ouvir ESSA MÚSICA).

Experimentei comida mexicana e… não gostei muito :P. Foi pela primeira vez em um rodízio de fondue (te amo, Hannover) e gente… pensa em um negócio bom? Fui a um jogo do curitia com o Matheus lá na Arena Entulhão. O Matheus finalmente conheceu o Henrique e eu conheci a namorada dele, fomos em um rodízio de japa e colocamos as fofocas em dia. Conheci o Ski Mountain Park, lá em São Roque, e descobri que sou a Pocahontas falsiê, já que não nasci com o dom da pontaria no arco e flecha. Assisti mais duas temporadas de American Horror Story e entrei em um relacionamento sério com “Coven” (bruxas <3). Conheci a Miá Mello (a Miá de “Meu Passado Me Condena”). Ganhei um vestido longo divo. Fiquei sabendo que minha banda preferida está com o futuro incerto </3. Ajudei a avó do Matheus a fazer um Facebook e ela está se divertindo muito com isso. Vi as Marginais Tietê e Pinheiros em uma velocidade tartarugal. Fui ao Cinemark Bradesco Prime com o Matheus assistir “Cidades de Papel” e a melhor coisa do filme foram as poltronas reclináveis maravilhosas. Falhei na missão de ir todos os dias para a academia graças aos imprevistos da vida. Apreciei muito o nascer do sol. No último dia do mês, viajei para Goiânia. \o/

 

Agosto

Agosto.

A post shared by ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀sara h. s. vieira ⚓️ (@sarahsv) on

Agosto foi um mês de recomeços. Viajei para Goiânia para ir ao casamento de um dos casais mais lindos do universo. Coloquei pra fora minha diva interior e ahazei com meu vestidão baphônico, meu penteado sensacional e minha maquiagem mara. Torrei no calor de lá e depois voltei pra SP. Reecontrei meus pais, que tinham voltado de MG e chorei horrores. A faculdade voltou e eu estava no pique de super dedicação aos estudos. Pena que durou pouco. Encontrei a caneta da minha vida, nada mais nada menos do que uma Pentel EnerGel 0,5mm (não suja a página de trás, não borra, é bem pretinha… amô demais). Ajudei minha Cu (nhada) a fazer petit gateau em casa e ficou dos deuses. Comprei minha desejada garrafa de água da Voss (pequenas estripolias do dia-a-dia). Comprei um fichário a5 listrado, que super combina com minha vibe de cores neutras (vem, 2016!). Teve dia dos pais grudadinha no papito. Comida japonesa, sim ou claro? Comprei mais um par de alpargatas porque nunca é o suficiente. Comi, comi, comi e também comi. Foi o aniversário do Palmeiras (scoppia che la vitoria è nostra! <3), 101 aninhos de muito amor. Eu e o Matheus aceitamos a vida fitness, mas a vida fitness não aceitou a gente.

 

Setembro

Setembro.

A post shared by ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀sara h. s. vieira ⚓️ (@sarahsv) on

 

Setembro foi um mês de aprendizados. Cobri as férias de um estagiário da rádio. Aprendi muita coisa nova, tanto relacionadas à função quando à vida (inclusive, perdi 2kg, de tanto subir e descer escadas <3). Superei alguns tabus pessoais e tive várias lições. A vida fitness não deu lá muito certo, já que sempre acontece um imprevisto ou tem um trabalho pra fazer, uma prova pra estudar… Não nasci pra ser magra, definitely. Vi muitas fotos relacionadas  a 3ª temporada de OITNB e… quero, só quero. Fui pra Hogwarts, afinal as aulas voltaram. Li muita coisa sobre astrologia. Fui a um jogo do Palmeiras (estava com saudade, Porcoembu <3). Teve várias datas comemorativas relacionadas ao rádio (é muito amô!) . Eu e o resto do país caímos de amores pela Jiang (MasterChef). Teve Rock In Rio (e Johnny Depp zerando a fila de espera por aparelhos auditivos no RJ), Cara Delevigne (irmã de sobrancelha do Matheus), Katy Perry, SOAD por aqui… pena que não vi nada disso. E o Amô fomos ver o Lume encenando em uma peça e matei um pouquinho da saudade dele e da Mary. Trabalhei na Corrida da Independência e fiz um book do museu do Ipiranga. Descobri que os Strokes estão produzindo coisas novas (É PRA GLORIFICAR DE PÉ, IGREJA). Eu e o Matheus fizemos 1 ano e 6 meses de namoro e o amô só aumenta. Dormi em várias aulas da faculdade e precisei viver a base de café para não dormir em mais aulas. Acertei 22/30 questões em uma prova para a qual eu nem estudei (rebelde, hein?). Fiquei um pouco triste com algo que aconteceu, mas percebi que: “Aquilo que você espera acontecer não vai acontecer enquanto você continuar esperando. (…) Por isso você tem que aprender a confiar. A relaxar. A tolerar as demoras. A não criar expectativas.”. Valeu, Mel!

Até logo (: xx

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s